Woman Serving Customer In Coffee Shop

6 segmentos para atuar como MEI

Para quem tem vontade de abrir um negócio próprio, uma das melhores alternativas é se tornar um MEI (Microempreendedor Individual). Além de entrar pela porta da frente no mundo dos negócios, ou seja, de forma legal, o MEI oferece uma série de vantagens, como cadastro nacional de pessoal jurídica (CNPJ)  facilitando a abertura de conta e obtenção de crédito bancário, redução da carga tributária, isenção de taxas para abertura da empresa, processos simplificados, dentre outros. Se você quer abrir o seu próprio negócio e aproveitar as vantagens do MEI veja em quais segmentos de atuação você pode investir!

Profissionais de beleza

Os cursos profissionalizantes na área da beleza são um atrativo. Através do MEI é possível dar o pontapé inicial nesse negócio. Com a redução de imposto e outras facilidades que o MEI oferece, é possível abrir um salão de belezas e conseguir crédito para a compra dos materiais necessários, como secadores de cabelo, mobiliário adequado e cosméticos.

Vestuário: sacoleiras que querem expandir seu negócio

O segmento do mundo da moda é o campeão de solicitação do MEI. Geralmente são pessoas que trabalham com revenda de roupas, e desejam sair da informalidade abrindo um ponto comercial. Com a redução de impostos e alvará de funcionamento fica mais viável investir aluguel de uma loja. Além disso, muitos profissionais aproveitam para contratar um funcionário e ter mais liberdade para a compra de produtos.

Pintores, eletricistas e bombeiros

Quem nunca ouviu falar dos maridos de aluguel? São profissionais que atendem em domicílio e realizam pequenos consertos e manutenções. Os profissionais desse segmento também podem se tornar MEI. Após a solicitação e aprovação do cadastro é possível oferecer recibo ou nota fiscal do serviço prestado e em casos de acidente o profissional conta com os benefícios de ser um segurado da Previdência Social.

Pessoas criativas: artesãs também podem ser MEI!

Hoje é comum a divulgação de produtos no ambiente online, principalmente pessoas que trabalham com artesanato. A exposição dos produtos na rede tem um alcance enorme. No entanto, algumas pessoas ficam receosas na hora da compra. Ao se tornar um MEI, sua empresa recebe o número de CNPJ, o que facilita na comprovação da seriedade do seu negócio.

Técnicos e profissionais graduados

Técnicos em eletrônicos, eletrodomésticos, profissionais da área da educação, como professores particulares, também podem solicitar adesão ao MEI. Com essa facilidade podem garantir até contratos com outras empresas, já que podem fornecer nota fiscal dos serviços prestados.

Alimentação e festas

Sabe aquela receita de família que faz o maior sucesso na roda de amigos? Elas podem virar um negócio rentável e legalizado. Além disso, se quiser investir nos eventos, dubladores, fotógrafos, cinegrafistas, churrasqueiros, pipoqueiros, também podem ser microempreendedores individuais, ganhando mais destaque para suas atividades.

Como faço se tornar um MEI

É muito simples a adesão e tudo pode ser feito pela internet, para isso basta acessar o Portal do Empreendedor. Os custos mensais são bem acessíveis.

Tornar-se um MEI sem dúvida abre portas para o mercado, afinal seu negócio ganha status de empresa séria e legalizada. Além disso, você passa a ser um profissional segurado pela Previdência Social, podendo usufruir de todos os benefícios quando necessário.

Qual é o seu ramo de atividades? Você quer ser tornar um microempreendedor individual? Quer saber mais sobre esse assunto? Acesse nosso blog e fique por dentro do mundo dos negócios!