FALAR COM ESPECIALISTA

Abra sua empresa de prestação de serviços com o Qipu

Faça como os mais de 400 mil empreendedores que usam o Qipu e fique tranquilo com sua empresa.

SAIBA MAIS

Contabilidade Online para prestadores de serviço

A Contabilidade Online do Qipu é focada em profissionais liberais que não possuem tempo para lidar com a burocracia. Através do app você tem o controle da sua empresa e em apenas alguns cliques consegue emitir suas notas fiscais e administrar os seus lançamentos. Nesse meio tempo nós cuidamos de toda a burocracia e das obrigações legais da sua empresa.

Contabilidade para Simples Nacional

O Simples Nacional foi criado em 2006, é um imposto voltado para as micros e pequenas empresas. Ele foi criado para diminuir grande parte da burocracia em relação às taxas tributárias para essas categorias de negócios, a ideia foi simplificar a forma que esses negócios prestam contas e até mesmo funções da rotina contábil.

Para quem é esse modelo empresarial?

Para uma empresa ser apta para optar pelo Simples Nacional é preciso levar em conta diversos fatores, como o faturamento anual, atividades que exerce e também a constituição societária, que são os membros que fazem parte da sociedade do negócio. Uma das principais regras é o porte, que deve ser uma micro ou pequena empresa. Sendo que precisa ser respeitado também alguns números: O ME, que também pode optar pelo Simples Nacional, deve ter um faturamento anual de até 360 mil reais. Já empresas de pequeno porte podem ter o faturamento de até 4,8 milhões.

A arrecadação de impostos do Simples Nacional é feita através de uma guia única e o optante deve arcar com 8 impostos. São eles: IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, Cofins, IPI, ICMS, ISS e CPP.

No que se refere à contratação de funcionários, quem opta pelo Simples Nacional pode contratar mais de um colaborador. Além disso, há também a possibilidade de incluir sócios na empresa.

Afinal, como abrir um CNPJ Simples Nacional?

Para abrir um CNPJ Simples Nacional é preciso se enquadrar em diversas questões além das citadas, tais como: não possuir débitos com a Receita Federal, não ser sócio de outra empresa, não ser uma S.A., não possuir sócios que morem no exterior, entre outros fatores.


É bastante coisa a ser avaliada, não é? Por isso, é muito importante uma Contabilidade para Simples Nacional com especialistas para que não haja erros durante o processo e também durante a realização das atividades da empresa. Apesar de o Simples Nacional ofertar uma versão simplificada de questões tributárias, ainda se faz necessário um serviço de contabilidade adequado. Afinal, estar em dia com os seus tributos faz o sucesso do seu negócio.

Tipos de empresas que abrimos

O Qipu é focado em empresas que sejam prestadoras de serviço,
optantes pelo Simples Nacional e que não tenham funcionários. O Qipu trabalha com Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte(EPP) em diferentes modelos jurídicos.

EI

O Empresário Individual é um tipo de empresa no qual os bens da pessoa física e jurídica não possuem separação.

LTDA

A Sociedade empresarial de responsabilidade limitada permite ao empresário ter sócios em sua empresa.

SLU

A Sociedade Limitada Unipessoal é um tipo de formato jurídico onde a pessoa física pode fazer uma separação entre seus bens pessoais e o patrimônio da empresa.

Quanto tempo demora para abrir uma empresa?

Através de um plano de ação traçado junto a um serviço contábil, a abertura do seu negócio vai acontecer dentro de um prazo e da maneira que você desejou.

Abra seu CNPJ com o Qipu, veja abaixo as etapas do processo de abertura!

Nossa equipe de especialistas está a disposição para tirar suas dúvidas.

Validação de Documentação

Neste passo, enviamos para você um formulário para ser preenchido com diversos dados, depois validamos se todos os campos foram preenchidos corretamente e seguimos para o próximo passo, que é o envio para a Receita Federal e Prefeitura.

Envio de Informações à Receita e Prefeitura

Aqui, preenchemos as informações coletadas no formulário inicial e enviamos para a Prefeitura e Receita Federal, e assim, aguardamos o período de constituição da empresa.

Junta Comercial

Após a aprovação dos dados enviados à Receita Federal, elaboramos o contrato social ou requerimento de empresário (para MEIs) no sistema da Junta Comercial.

Nesta etapa do processo também geramos toda a documentação, que necessitará da assinatura de todos os sócios da empresa.

Registro e envio de documentos à Receita

Após todas as assinaturas serem feitas, analisamos se está tudo certo e seguimos com o protocolo para a Junta Comercial. A análise é feita em até 5 dias úteis.

Após o registro de contrato social ou requerimento na Junta Comercial, a empresa já possui um número de CNPJ e pode ser considerada como uma empresa ativa.

Liberação da Inscrição Municipal na Prefeitura e Configuração de Emissão de Notas Fiscais

Em São Paulo essa liberação é feita toda online e junto já cadastramos a senha web. Já em outros municípios, o processo é específico; alguns são online, outros são presenciais e, após o cadastro da inscrição, existe outro cadastro para liberar a senha web. Esse processo leva em torno de 15 dias para liberação e aqui é feita também a opção pelo Simples Nacional.

Deferida a opção pelo Simples, configuramos a emissão de Notas Fiscais, ou seja, cadastramos no portal da prefeitura os dados da empresa e da contabilidade.

Abra sua empresa gratuitamente com o Qipu e te ajudaremos com o Simples Nacional.

ABERTURA ME e EPP + CONTABILIDADE COMPLETA BÁSICO

Em até 10x de R$139,90 sem juros ou R$1390,00 à vista no boleto

Emissão de boleto de cobrança

Notificações e lembretes sobre organizações

Atendimento via chat

Consulta de pendências tributárias

Escrituração contábil

Emissão de NFSe

Recibos e orçamentos

Fluxo de caixa

ABRIR EMPRESA

Ou faça tudo direto no nosso app.

Mais facilidade, agilidade e
gerenciamento para o seu negócio.

Dúvidas Frequentes

+
Existem duas informações necessárias para calcular o valor do DAS: A alíquota efetiva e o valor faturado pela empresa no mês em questão.
Para descobrir qual será a alíquota efetiva é necessário fazer uma pequena conta que tem por base as alíquotas da Tabela do Simples Nacional (essas alíquotas estão dividas em cinco anexos e representam três setores de atividade: serviços, indústria e comércio) e o faturamento dos últimos doze meses da empresa (Receita Bruta Acumulada)
No caso da abertura de empresa, ainda não existe uma Receita Bruta Acumulada, assim, para que o cálculo possa ser feito o Simples Nacional irá considerar o primeiro faturamento da empresa e a partir dele será feita uma projeção de valores.
Para descobrir qual será a alíquota efetiva e quanto uma empresa pagará de impostos, é necessário utilizar a seguinte fórmula:

[(RBT12 x ALIQ) - PD] / RBT12

  • RBT12: Representa a receita bruta acumulada nos doze meses anteriores;
  • ALIQ: Representa a alíquota do Anexo em que sua empresa está inserida;
  • PD: Representa a parcela a deduzir (ela está inserida na Tabela de Anexos do Simples Nacional)
+
As CNDs (Certidões Negativas de Débitos) são um conjunto de documentos emitidos por órgãos públicos que comprovam que a empresa não possui débitos ou pendências em âmbito municipal, estadual ou federal.
Esse documento possui validade, e é importante que sua emissão seja feita periodicamente para que a empresa se certifique de que não possui pendências. Além disso, a CND serve como comprovação na hora de gerar financiamentos em bancos ou processos de licitação com a prefeitura.
+
a DEFIS (Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais) é relatado um resumo do que aconteceu na empresa durante o ano de apuração. Ela tem como objetivo informar seus dados para a Receita Federal como uma prova de que você está enquadrado em determinado regime tributário.
Dentre os dados que devem ser informados estão: faturamento gerado; valores pagos aos sócios; alterações de endereço; mudanças no quadro de sócios, entre outros.
+
Assim como uma pessoa física deve prestar contas para a Receita, uma empresa deve realizar a DIRF (Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte). Neste documento são registradas todas as informações referentes a lucros obtidos, pró-labores recebidos e os valores pagos ao INSS. As empresas que optam pelo Simples Nacional também são obrigadas a enviar essa declaração. Para declarar basta fazer o download do programa no site da Receita Federal.
+
O DRE (Demonstração de Resultado do Exercício) é um dos muitos tipos de demonstrações contábeis que existe. É ele que apura as receitas, despesas e custos que a empresa teve em um determinado período. Através destes valores é definido o lucro líquido ou prejuízo que a empresa obteve. Todas as empresas de capital aberto são obrigadas a divulgar DREs de forma publica.
+
Empresas que fazem a retirada do pró-labore são obrigadas a realizar o pagamento do INSS através da guia de GPS (Guia da Previdência Social) todos os meses, além de realizar a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS). Atrasar as guias, deixar de apresentá-las, omitir ou apresentar informações incorretas pode acarretar em multas incidentes sobre as contribuições informadas.
+
O PGDAS-D (Transmissão da Declaração Mensal do Simples Nacional) funciona como um informe das receitas faturadas no mês. É um aplicativo disponível no Portal do Simples Nacional, e é através dele é possível realizar o cálculo dos tributos que serão pagos pelas empresas optantes do Simples Nacional e imprimir o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).
+
O pró-labore é uma remuneração retirada da empresa para os sócios ou empreendedores. Seu valor deve ser definido pelos donos da empresa e ser informado para o serviço contábil, mas o mais comum é recolher o valor com base no salário mínimo vigente.
Empresas que fazem a retirada do pró-labore são obrigadas a realizar o pagamento ao INSS através da guia de GPS todos os meses, além de realizar a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS). As MEs e EPPs optantes pelo Simples Nacional pagam 11% do valor do pró-labore para o INSS.
Através da contribuição para o INSS, o empreendedor tem direito aos auxílios garantidos pela Previdência Social, como por exemplo, a aposentadoria por idade.
+
O Simples Nacional é um regime tributário que traz consigo regras tributárias simplificadas. Este regime é destinado para empresas que faturam até R$ 4,8 milhões ao ano. Empresas optantes deste regime pagam os seus tributos ( IRPJ, CSLL, PIS/Pasep, Cofins, IPI, ICMS, ISS, INSS) em uma única guia, que vence todos os meses no dia 20. Essa guia é chamada de DAS - Documento de Arrecadação do Simples Nacional.
+
  • Empresas que faturam mais do que 4.8 milhões ao ano;
  • Empresas obrigadas a optar pelo regime de Lucro Real;
  • Empresas que possuem sócios que residam no exterior;
  • Empresas que realizem cessão ou locação de mão-de-obra;
  • Empresas que tenham obtido no ano de início de atividades uma receita superior ao limite proporcional de R$ 400.000,00 do Simples Nacional;
  • Empresas que possuem débitos com o INSS ou as Fazendas Públicas Federal, Estadual ou Municipal.

Caso queira conferir todas as restrições, acesse o site do Simples Nacional, no campo “2.Opção”.

BAIXE GRÁTIS O APLICATIVO | Ou acesse a versão web

Escaneine o QR Code com seu dispositivo Android ou IOS