Home / Blog / Economia fraca, desemprego e novo coronavírus: afinal, é possível empreender na crise?

Economia fraca, desemprego e novo coronavírus: afinal, é possível empreender na crise?

Descubra se é possível empreender na crise e confira 4 dicas essenciais para quem está disposto a arriscar e investir no empreendedorismo.

Sem tempo para ler? Que tal ouvir esse texto? Clique no play e ouça a matéria:


Será que é possível empreender na crise?

Já faz alguns anos que o Brasil entrou em uma profunda recessão econômica, agravada pelo desemprego e pelo encolhimento de diferentes setores. Para piorar, a pandemia do novo coronavírus pegou o mundo inteiro de surpresa, com várias empresas sendo obrigadas a interromper suas atividades para cumprir as medidas de distanciamento social.

No entanto, muitas pessoas encontram em momentos difíceis uma oportunidade para tirar uma ideia do papel e ativar o empreendedorismo.

Neste artigo, você vai descobrir se é possível empreender na crise e conferir algumas dicas para quem deseja abrir o próprio negócio nesse contexto mais desafiador.

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre o Auxílio Emergencial de R$ 600 para MEI e como solicitar

É possível empreender na crise?

Esse é um questionamento muito comum em momentos difíceis e rodeados de incertezas. Mesmo grandes empreendedores de sucesso sabem que é preciso cuidados especiais em períodos como este.

Tendo em vista que um dos maiores sintomas de uma crise é o desemprego, muitas pessoas começam a cogitar a possibilidade de ser dono do próprio negócio e abrir uma empresa. A esse fenômeno dá-se o nome de empreendedorismo por necessidade.

Mas será que dá para empreender num momento em que a economia está enfraquecida?

A resposta é um sonoro sim. No entanto, essa é uma jornada bastante desafiadora. Isso porque, em condições mais favoráveis economicamente, abrir uma empresa e mantê-la funcionando com bons resultados já não é uma tarefa fácil. Que dirá quando o cenário é de pouquíssimo otimismo como o que estamos vivendo agora.

Porém, há sim a possibilidade de uma ideia de negócio vingar e render bons frutos a médio e longo prazo. Para que isso aconteça, é necessário ter bastante cautela, planejamento e perseverança.

Quem decide empreender durante uma crise precisa estar ciente de todos os riscos que envolvem essa decisão. Além disso, é fundamental prestar atenção no cenário atual do mercado que se quer adentrar a fim de identificar e compreender suas atuais necessidades.

Portanto, é possível empreender na crise, desde que você saiba visualizar as oportunidades de negócio em um cenário aparentemente desfavorável.

Veja mais: Ideias de negócios para trabalhar em casa: 9 dicas para quem quer empreender

Exemplos de empreendedorismo durante uma

Na história existem diversos exemplos de empreendedorismo que deram certo durante um período de crise. São casos de pessoas que souberam fazer uma leitura de mercado em um momento economicamente difícil e desenvolveram uma ideia de negócio.

A Nutella, por exemplo, é um produto que surgiu em meio a uma crise de escassez de cacau logo após a Segunda Grande Guerra. Como a matéria prima para a fabricação do chocolate estava em falta naquela época, a confeitaria Ferrero desenvolveu uma alternativa criando um creme de chocolate à base de avelã e com bem menos cacau.

Outros exemplos são os carros movidos à álcool. A ideia surgiu durante a crise do petróleo na década de 1970, que fizeram o preço da gasolina disparar naquela época.

Em 1978, a Fiat lançou o primeiro modelo de veículo com motor movido a álcool, que veio a se popularizar em 1986 e revolucionou o setor automotivo no Brasil.

4 dicas para empreender na crise

Se você está pensando em empreender durante essa crise, a sua ideia não precisa ser tão revolucionária como os exemplos citados anteriormente. Ela só precisa dar certo e trazer os retornos financeiros que você deseja alcançar.

Para te ajudar, separamos algumas dicas essenciais para quem deseja se aventurar no mundo do empreendedorismo durante a crise. Confira!

1 - Faça um plano de negócio

Especialmente em um cenário de crise, é imprescindível contar com um plano de negócio. É por meio dele que você vai conseguir estruturar o seu empreendimento, considerando aspectos como a proposta de valor, os investimentos iniciais, os custos, os canais de distribuição, o relacionamento com os clientes etc.

Existe um modelo consagrado para fazer um plano de negócio rapidamente, conheça essa ferramenta neste vídeo da Siteware:

2 - Atente-se ao seu capital de giro

O capital de giro, em poucas palavras, é uma reserva que você precisa ter para manter o seu negócio funcionando.

Atentar-se a esse importante aspecto é fundamental, pois o retorno do seu investimento inicial pode demorar mais tempo que o esperado, principalmente durante um período de crise.

3 - Evite fazer muitas dívidas

O ideal é que o seu investimento no próprio negócio venha de uma reserva que você já tenha guardada. Evite ao máximo recorrer a empréstimos em bancos e, se for o caso, cuidado com as taxas de juros cobradas.

Lembre-se de que empreender durante uma crise econômica é mais arriscado e você pode acabar saindo dessa empreitada pior do que quando entrou.

Veja também: Entenda como funciona empréstimo e quais são as opções

4 - Busque sempre inovar

A inovação é a chave para o sucesso de qualquer negócio. Tendo isso, busque sempre inovar: na concepção da sua ideia de negócio, na estruturação dos processos, no relacionamento com os clientes, nas estratégias comerciais etc.

Viu como é possível empreender na crise? Não é nada fácil, mas é possível.

Este post também pode interessar a você: Passo a passo: como montar uma empresa online em 6 etapas e formalizar seu negócio

Ficou interessado no modelo de negócios canvas? Então, use essa ferramenta agora mesmo, é só usar este link gratuitamente: Plano de Negócios Canvas

Equipe Qipu

May/19/2020

Contabilidade Online , Contabilidade Online Qipu , Contbilidade Simples Nacional , Simples Nacional , Microempreendedor Individual , Máquinas de cartão

Compartilhe

Facebook Twitter Linkedin Google+

Não deixe de ler também

BAIXE GRÁTIS O APLICATIVO | Ou acesse a versão web