Já sou cadastrado Cadastre-se. É grátis!

Tornando-se um MEI você terá vários direitos.

Home > Blog > Tornando-se um MEI você terá vários direitos.

Equipe Qipu

Dec/11/2013

Benefícios , Alvará de funcionamento

Isso mesmo!

Se você trabalha por conta própria como vendedor de roupas, doceira, cabeleireiro, manicure, costureira, artesão, borracheiro, fabricante de bijuterias, ou esta entre as centenas de atividades regulamentadas.

Se você trabalha por conta própria como vendedor de roupas, doceira, cabeleireiro, manicure, costureira, artesão, borracheiro, fabricante de bijuterias, ou está entre as centenas de atividades regulamentadas, já começou bem e pode se tornar um MEI, ou seja, um Microempreendedor Individual.

Se o seu negócio funciona com as características abaixo, então, já pode formalizar-se como MEI e garantir seus direitos:

  • Seu faturamento bruto é o total de Vendas não ultrapassa os R$ 81.000,00 por ANO;
  • Você não participa como sócio de outras empresas, não possui filial e não consta em nenhum contrato social;
  • Você trabalha sozinho ou tem no máximo um empregado.

DICA!

  • Um MEI não precisa ter loja ou um lugar certo; ele pode até trabalhar em casa. Procure a Prefeitura e informe-se sobre onde você pode montar um negócio.

Agora é garantir seus direitos com a formalização!

Veja como é fácil:

1º – Acesse o Portal do Empreendedor, portal disponibiliza informações detalhadas sobre os tipos de empresas do Brasil (naturezas jurídicas), como requisitos, benefícios e impedimentos. Constam ainda orientações sobre abertura, alteração, baixa e formalização de empreendimentos, visando criar um ambiente mais propício para negócios no País] (www.portaldoempreendedor.gov.br);

2º – Clique em MEI – Microempreendedor Individual

3º – Em seguida clique em Formalização

Estas com dúvidas??

O Sebrae pode te ajudar!

Procure o Sebrae mais próximo ou ligue 0800 570 0800, ou ainda, pode acessar nossa Central de Atendimento www.sebrae.com.br/atendimento

Formalize-se e garanta direitos para seu negócio!



Compartilhe

Facebook Twitter Linkedin Google+

Não deixe de ler também