Home / Blog / Como fazer fluxo de caixa descontado: explicação simples e objetiva!

Como fazer fluxo de caixa descontado: explicação simples e objetiva!

Como fazer o fluxo de caixa descontado de um negócio usando uma calculadora financeira. Quando e porque usar esse método de avaliação de negócios?

Imagine que sua empresa pretende abrir uma nova loja, ou mesmo que você vai abrir uma empresa do “zero”.

Como saber quanto vale esse empreendimento (ou esse projeto), antes que ele comece a dar lucro?

Quando uma empresa faz um investimento em algo que trará lucro somente algum tempo depois, é preciso saber como fazer Fluxo de Caixa Descontado (FCD). Esse é um método de avaliação de negócios bastante usado.

É uma prática comum que visa buscar saber quanto o empreendimento está valendo no momento atual, e o quanto valerá após realizado o investimento planejado.

Geralmente, é um procedimento feito com base em dois elementos: investimento e retorno. Para saber até quanto o negócio poderá investir, deve-se consultar o fluxo de caixa.

Leia mais: Você sabe como utilizar o fluxo de caixa?

Como fazer fluxo de caixa descontado?

Para conseguir calcular corretamente o valor investido e o que retornará, você deverá levar em conta alguns fatores. Basicamente, deve contemplar tudo que será gasto como investimento e tudo que entrará como lucro.

Assim, o fluxo de caixa descontado apontará tudo que a empresa gerará de valor ao longo de determinado período, subtraídos os investimentos e usando-se uma taxa de desconto que corresponde aos juros de uma aplicação financeira.

Por esse motivo, qualquer retirada feita do lucro gerado pela sua empresa ou pelo projeto em andamento, deve ser considerada com muito cuidado.

A seguir, será exemplificada uma metodologia de como se apurar o fluxo de caixa descontado de uma empresa e, assim, apurar seu valor atual.

Cálculo do fluxo de caixa descontado

Para realizar os cálculos será preciso compreender o significado de cada um dos termos a seguir:

  • PV - o valor presente de sua empresa, o resultado do fluxo de caixa descontado;
  • PMT – seria o valor futuro obtido no fluxo de caixa após o final de cada período estipulado;
  • n – é a quantidade de tempo escolhido para realizar o investimento;
  • i – a taxa de desconto, normalmente corresponde aos juros de uma aplicação financeira.

Assim, imagine que um empreendedor investiu 1 milhão em um negócio. No decorrer de 10 anos (N = 10) conseguiu R$ 130 mil de lucro a cada ano. Digamos que nesse período os juros foram de 3% aa (i).

Muitos imaginam, fazendo uma conta rápida, que o fluxo de caixa descontado dessa empresa seria apurado assim (mas está errado):

10 x 130.000 = 1.300.000

Dessa forma, ele investiu 1 milhão e sua empresa valeria 1 milhão e 300 mil. Mas não é bem assim. É preciso descontar a taxa de juros de mercado, lucro que ele ganharia de qualquer maneira se deixasse o dinheiro no banco, rendendo.

Para isso, o ideal é usar uma calculadora financeira nessa hora.

Neste link, você encontra um simulados da HP 12C, a mais famosa calculadora financeira: web 12C Emulator.

Você digita:

  • 10 n
  • 130.000 PMT
  • 3 i
  • PV enter

Você encontrará o seguinte resultado: 1.108.926,37

Portanto, o fluxo de caixa descontado é de pouco mais de R$ 1.100.000,00. Significa que foi investidos 1 milhão, mas a empresa vale R$ 108.926,37 mais que isso.

Entendeu para que serve o fluxo de caixa descontado? Ele mostra o valor real de um investimento descontados os juros ao longo do tempo.

Veja mais detalhes sobre o fluxo de caixa descontado neste vídeo da D&R Negócios:


Quais os benefícios de optar por esse método?

Esse procedimento geralmente é feito para quem trabalha, diretamente, com a compra e venda de ações empresariais.

Assim, o comprador poderá visualizar os lucros e investimentos apresentados pelo negócio, antes de tomar a sua decisão e realizar a compra.

No entanto, não deve se apegar somente a essa metodologia, pois como já foi dito, é investimento feito por meio de projeções.

Dessa forma, saber como fazer fluxo de caixa descontado é ideal para quem quer e está apto para entrar nesse mercado de investimentos.

Então, não é uma garantia que o seu empreendimento irá, realmente, lucrar o valor que foi obtido por meio dos cálculos matemáticos.

São dados estimados, que precisam da atuação positiva do mercado e como aliado, as metas criadas ao longo de determinado tempo, para que o caixa não venha a ser comprometido.

E o fluxo de caixa de seu dia a dia como empreendedor?

Esse cálculo do fluxo de caixa descontado não é usado para a gestão de contas a pagar e a receber de um empreendimento, como um MEI, por exemplo.

Para isso, você deve usar outro tipo de fluxo de caixa, que apura seus saldos diários, descontados toda os gastos de suas receitas.

Se você colocar dados futuros de projeções de despesas e estimativas de receitas, também saberá a situação provável do seu caixa na semana ou meses seguintes.

E isso ajuda muito na hora de manter as contas do negócio pagas em dia.

Quer saber mais sobre como fazer esse tipo de fluxo de caixa?

Então, use o app Qipu, ele conta com uma funcionalidade de fluxo de caixa que vai ser de muita ajuda para você.

Clique AQUI e baixe uma das versão do App!

Leia mais: Aplicativo de fluxo de caixa - o controle financeiro de sua empresa na palma de sua mão

E baixe também nossa planilha gratuita: Controle de Fluxo de Caixa

Equipe Qipu

Aug/3/2020

Contabilidade Online , Contabilidade Online Qipu , Contbilidade Simples Nacional , Simples Nacional , Microempreendedor Individual

Compartilhe

Facebook Twitter Linkedin Google+

Não deixe de ler também

BAIXE GRÁTIS O APLICATIVO | Ou acesse a versão web