Home / Blog / Dicas de fluxo de caixa: 8 boas práticas para manter a sua empresa financeiramente saudável e ganhar competitividade

Dicas de fluxo de caixa: 8 boas práticas para manter a sua empresa financeiramente saudável e ganhar competitividade

Confira 8 dicas de fluxo de caixa para usar na sua empresa e manter o seu modelo de negócio financeiramente saudável e competitivo.

O fluxo de caixa é um aspecto extremamente importante para qualquer modelo de negócio e merece uma atenção especial.

Basicamente, o fluxo de caixa se refere às movimentações financeiras de uma empresa, às entradas e às saídas do caixa durante um período específico.

Não atentar-se para esse ponto estratégico pode comprometer a saúde financeira e a sustentabilidade do negócio, ocasionando até mesmo em falência.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo com 8 valiosas dicas de fluxo de caixa para você usar na sua empresa:

  1. Faça um levantamento de todas as despesas da sua empresa
  2. Tenha em mãos a relação de todas as fontes de receita da empresa
  3. Mantenha os seus prazos sob controle
  4. Antecipe seus recebimentos e saiba cobrar valores a receber
  5. Faça projeções de curto, médio e longo prazo
  6. Compare as projeções com os resultados atingidos
  7. Mantenha o fluxo de caixa atualizado
  8. Utilize a tecnologia como aliada na gestão do fluxo de caixa

Continue a leitura e saiba que boas práticas seguir para manter o seu modelo de negócio em expansão e ganhar competitividade no mercado.

DICA ESPECIAL: Aplicativo de fluxo de caixa: o controle financeiro de sua empresa na palma de sua mão

TOP 8 dicas de fluxo de caixa para usar na sua empresa

Um fluxo de caixa saudável, bem gerenciado e em equilíbrio é determinante para a sobrevivência de uma empresa no mercado. Veja a seguir algumas práticas fundamentais que você deve adotar no seu negócio.

Leia também: O que é fluxo de caixa e como usar em seu negócio

1. Faça um levantamento de todas as despesas da sua empresa

Iniciando as nossas dicas de fluxo de caixa, é necessário que você faça um levantamento de todas as despesas do seu modelo de negócio, tanto as fixas como as variáveis.

Coloque na ponta do lápis todos os gastos que a sua empresa tem, por exemplo, com salários dos funcionários, contas de água, luz, internet e aluguel, comissão de vendas, tributos, parcelas de financiamento, pagamento de fornecedores etc.

Essa é uma prática que vai te ajudar a ter maior controle sobre as saídas do caixa.

2. Tenha em mãos a relação de todas as fontes de receita da empresa

Outra dica para gestão do fluxo de caixa é fazer a relação de todas as fontes de receita da empresa, as quais se referem às entradas do caixa.

Fazer isso é importante para que se tenha uma noção de quanto a empresa precisa receber para não ficar com saldo negativo.

3. Mantenha os seus prazos sob controle

Saber quais são os seus prazos para pagamento e para recebimento é indispensável para manter o fluxo de caixa em equilíbrio e não comprometer as operações do seu modelo de negócio.

Esses dois tipos de prazo precisam estar devidamente alinhados. Dessa forma, evita-se o pagamento de multas por inadimplência.

4. Antecipe seus recebimentos e saiba cobrar valores a receber

Esta dica tem um pouco a ver com que falamos anteriormente. Para que você consiga honrar seus compromissos e manter o caixa sempre positivo, é interessante antecipar os recebimentos e cobrar os clientes que estão inadimplentes.

Ofereça condições especiais para clientes que anteciparem parcelas ou pagarem à vista e faça a cobrança daqueles clientes que não respeitaram o prazo acordado para pagamento.

5. Faça projeções de curto, médio e longo prazo

Projetar o fluxo de caixa é uma prática necessária para que a empresa possa se planejar melhor e definir estratégias de negócio mais assertivas.

A projeção do fluxo de caixa se refere a uma estimativa de quanto a empresa vai receber e gastar em curto, médio e longo prazo. Ela feita com base em análises de resultados anteriores e da atual situação da empresa e do mercado.

6. Compare as projeções com os resultados atingidos

Também é importante que você compare os resultados alcançados com as projeções de entradas e saídas do caixa. Ao fazer isso, é possível identificar desvios e imprevistos, efetuar as correções necessárias e definir as medidas para evitar que esses erros se repitam.

7. Mantenha o fluxo de caixa atualizado

Manter atualizado o registro de todos os lançamentos do caixa da empresa é fundamental para evitar surpresas desagradáveis e orientar melhor as tomadas de decisão.

8. Utilize a tecnologia como aliada na gestão do fluxo de caixa

Encerrando as nossas dicas de fluxo de caixa, procure investir em uma solução tecnológica para te ajudar a gerenciar melhor as entradas e as saídas do caixa da empresa.

Com um software especializado, é possível automatizar tarefas repetitivas, centralizar informações relevantes em um só lugar e facilitar o acompanhamento diário.

Bom, o que achou das nossas 8 dicas de fluxo de caixa? Coloque-as em prática e garanta a saúde financeira da sua empresa.

Estes posts também podem interessar a você:

E de você quer ajuda da tecnologia na hora de fazer o fluxo de caixa, temos 2 presentes GRÁTIS para você baixar agora mesmo:

Equipe Qipu

Aug/31/2020

Contabilidade Online , Contabilidade Online Qipu , Contabilidade Simples Nacional , Simples Nacional , Microempreendedor Individual , Automatização da área financeira

Compartilhe

Facebook Twitter Linkedin Google+

Não deixe de ler também

BAIXE GRÁTIS O APLICATIVO | Ou acesse a versão web